Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noticiar a Região do Ribatejo

"Noticiar a Região do Ribatejo" é um blogue de notícias da região do Ribatejo

Noticiar a Região do Ribatejo

"Noticiar a Região do Ribatejo" é um blogue de notícias da região do Ribatejo

Alcanede recebeu a apresentação da Carta Arqueológica do município de Santarém

08.12.18 | noticiar

1.JPG

2.JPG

3.JPG

A Carta Arqueológica do Município de Santarém foi apresentada, ontem, pelas 21:30, na sala da Assembleia da junta de freguesia de Alcanede, pelo arqueólogo, António Marias, na companhia da geógrafa Inês Serafim, e de dois elementos da Equipa Municipal de Arqueologia que contribuíram para a elaboração desta publicação.

A apresentação pretendeu “fomentar o diálogo com a população, despertar consciências sobre a memória coletiva e identidade local, formar e sensibilizar para a preservação e salvaguarda patrimonial”.

Nesta marcaram ainda presença Jorge Rodrigues, Vereador da Câmara Municipal de Santarém, Manuel Joaquim Vieira, Presidente da Junta de Freguesia de Alcanede (JFA), José Manuel Pereira, Secretário da JFA, Carmen Antunes Santos, Tesoureira da JFA, e Helena Vieira, Diretora do Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques.

Para António Matias, a Carta “é um instrumento determinante para o desenvolvimento sustentável de Santarém e para a definição das suas políticas de ordenamento do território, cujo trabalho de atualização vai continuar nas próximas décadas”. Na sua opinião, “o conhecimento e a valorização do património arqueológico é de grande importância, tanto mais quando se procura que este sirva de base à criação de um instrumento eficaz de gestão do território (Plano Diretor Municipal) que permita salvaguardar, estudar, valorizar e proteger um traço fundamental da memória e identidade do concelho de Santarém. A elaboração da Carta Arqueológica de Santarém em base informática georreferenciada foi um dos projetos assumidos pela autarquia scalabitana desde 2002, altura do primeiro relatório de progresso”, adiantou.

“Na primeira parte do livro, apresenta-se a Carta Arqueológica e na segunda algumas sínteses elaboradas por diferentes especialistas. Aqui encontram-se textos sobre os geossítios da área do município, dá-se a conhecer os primeiros elementos da Pré-História Antiga e Recente de Santarém, novos dados sobre a presença romana e visigótica, o castelo medieval de Alcanede e o antigo Convento de S. Domingos e percorre-se mais de duas dezenas de troços muralhados existentes na cidade de Santarém”, explicou o Arqueólogo.

 

A publicação contou com os contributos de investigadores convidados, nacionais e estrangeiros, representando instituições como a Direção Geral do Património Cultural, Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, Universidade de Lisboa, Universidade do Algarve, Universidade do Minho, Universidade Nova de Lisboa e Simon Fraser University (Vancouver, Canadá).

“De referir que a publicação “Santarém. Carta Arqueológica Municipal” traz como anexo um DVD, onde, em suporte digital, podem ser consultadas todas as fichas de cada um dos 461 sítios arqueológicos inventariados. Quem quiser adquirir o Livro, pode fazê-lo na Biblioteca Municipal de Santarém, onde também pode fazer a consulta. Todos\as interessados\as em conhecer a Carta podem fazê-lo em qualquer Junta de Freguesia do Concelho, onde há pelo menos um exemplar à disposição dos\as leitores\as.”